Simone Neitzke, october 11, 2017, fui ontem com a família passear, chegando lá cadê a exposição de animais, aí um funcionári o me disse só chega amanhã, segundo dia de feira bancas ainda sendo montadas.
Este apelo à prevenção e à temperança atrai, obstinadamente, a atenção dos progenitores para o destino dos seus descendentes e prepara, a pouco e pouco, as famílias para avaliarem com menos fatalismo o destino individual dos seus filhos.
Isso não significa que todos os casamentos tenham sido ditados pela reflexão e que todos os impulsos passionais tenham sido banidos da «vida familiar».
Em suma, o período final da Idade Média vê amadurecer, lentamente, tomadas de consciência que, muito mais tarde, tornaram possíveis os primeiros comporta mentos verdadeiramente anticoncepcionais.Mal governado pela falta de razão, que é típica das mulheres, esse corpo exige que o seu senhor, o marido, satisfaça os seus apetites de uma forma prudente e regular, mas pesquisar um encontro em madrid sem se entregar à vertigem dos sentidos, o que arruinaria a sua autoridade.A proporção insignificante de primeiros nascimentos nas famílias florentinas antes do oitavo mês a seguir ao casamento revela o rigor da vigilância exercida pelas famí lias sobre essas raparigas muito jovens que, por vezes, só viam o futuro marido no dia em que recebiam.Todas as «boas linhagens» receiam que um sangue estranho se introduza nelas sem o seu conhecimento.Ginebra, Oficina Internacional del trabajo, 1997.
A evolução conclui-se nos séculos XIV e XV, quando a mulher casada, no Sul de França, em Itália e, final mente, também em Espanha, é classificada pelo dote dado pela sua família; mais a norte, a doação feita pelo marido manter-se-á até a época moderna.




Discutiu-se muito sobre a existência de práticas diferenciais de infanticídio que, em vastas zonas da época carolíngia, teriam seleccionado as crianças do sexo femi nino, consideradas indesejáveis; assim se tentou justificar o desequilíbrio existente entre os grupos de ambos os sexos.207 Essa incessante actividade têxtil tem igualmente uma função económica.Entre os séculos XI e XIV, os ritos matrimonais concentraram-se em alguns momentos cruciais do processo por vezes, breve, mas normalmente muito demo rado que conduz à formação do novo casal.Por seu lado, os homens, a partir de finais do século XII, parecem deixar-se pren der na «rede do matrimónio» com uma idade mais avançada do que antes.Para isto ela precisa estar segura no mínimo das seguintes informações:.Só depois de uma reflexão, lentamente amadurecida, dos meios ecle siásticos acerca dos fundamentos da união conjugal e do aparecimento de perturba ções económicas e sociais muito profundas é que, por entre toda essa teia de obriga ções, surge a imagem do casal e,.Pelo seu próprio'formalismo, o ritual religioso que rodeia a cerimónia revela os limites da influência prática da Igreja, num domínio em que as famílias lutaram denodadamente para manter a sua liberdade de acção e de controlo.A esse penhor e instrumento de concórdia atribui-se um papel que ultrapassa o seu destino e as suas aspirações pessoais.E que a donzela dos romances corteses, ao acolher na sua casa perdida na floresta o cavaleiro extenuado, o metesse na sua cama e lhe desse o seu corpo para todos os jogos de amor, «excepto um»?Também aqui, deslocada no tabuleiro de xadrez da família, a mulher garante o respeito do acordo; é o próprio símbolo da paz, essa grande ambição medieval.A fidelidade sexual das mulheres é o centro do mecanismo familiar: o corpo exige uma vigilância sem falhas, para evitar actos frauduleitos que causariam danos a toda a linhagem.
Uma boa mulher, uma mulher ajuizada, doce e comedida, saberá organizar a circulação interna dos bens que, graças ao homem, afluíram a sua casa.



Em meados da Idade Média, verifica-se uma inversão:.um extremo ao outro da Europa, as raparigas, mal atingem a adolescência, são dadas a maridos muito mais velhos.
E há ainda o caso das mulheres que sofrem, durante anos, de um «mal da matriz como, em 1512, diagnostica um marido a quem a sua desventurada mulher deu quinze filhos em vinte e três anos.

[L_RANDNUM-10-999]